6 de set de 2011

Página de Jesus é a que lidera em troca de conteúdo em rede social

DO "NEW YORK TIMES"

    Um médico da Carolina do Norte, especialista em dietas, criou a audiência mais entusiástica do Facebook: o "Jesus Daily", página com quatro ou cinco posts diários que trazem as palavras de Jesus.
    Aaron Tabor, 41, fez a página como hobby, em 2009, após começar a usar a rede para divulgar seu livro e seu serviço dietético on-line.
    Nos três últimos meses, seu conteúdo foi o mais curtido, comentado e reproduzido do Facebook. Foram 3,4 milhões de interações na semana passada -a página de Justin Bieber, por exemplo, teve 630 mil, segundo o blog AllFacebook.com, que cobre a rede.
    Para alguns, a página se tornou uma comunidade religiosa, na qual as pessoas conversam sobre seus problemas e dão palavras de apoio. "Ela me lembra a cada dia que não estou sozinha", diz Kristin Davis-Ford, mãe solteira e estudante de Houston.
    Boa parte da interação nas redes sociais é fomentada por líderes religiosos, igrejas, sinagogas e outras instituições religiosas, que recorrem a Facebook, Twitter e YouTube para atrair seguidores e fortalecer sua conexão com eles.
    A página da Bíblia no Facebook, operada pela United Bible Societies, da Inglaterra, tem 8 milhões de fãs e também superou Bieber, com 1 milhão de interações.
    Talvez a maior oportunidade para líderes e instituições religiosas seja obter e manter novos membros, segundo o reverendo Kenneth Lillard, autor de um livro sobre o uso religioso das redes sociais.
    Facebook e outras ferramentas de mídia social, afirma, são a melhor chance de expansão de congregações que os líderes religiosos encontraram desde que a popularização dos textos impressos ajudou Lutero a difundir a reforma protestante.
    O médico da Carolina do Norte redige a maioria dos posts do site usando as técnicas de marketing aprendidas com seu bem-sucedido negócio de dietas, que ele agora divulga por meio de um programa de TV a cabo.
    Ele não sabe ao certo o que o futuro reserva à página. Uma possibilidade, diz, é criar uma comunidade religiosa via vídeos on-line. Por enquanto, a página continua a ser um hobby. "Quero oferecer encorajamento", diz.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!