10 de mar de 2010

Roseana não retoma Plano Maior de turismo só para incriminar José Reinaldo

     Com ônus para a Secretaria de Estado da Administração e Previdência Social, o governo do estado colocou à disposição da Prefeitura Municipal de Barreirinhas a servidora Kátia Maria Xavier Lima. Economista,  ex-secretária de Estado de Turismo no segundo mandato da Governo Roseana Sarney (1999-2002) e integrante do corpo técnico do MInistério do Turismo, Kátia Lima é secretária municipal de Turismo de Barreirinhas desde o dia 1º de maio.

     Nora do casal de folcloristas Zelinda e Carlos  Lima, Kátia Lima esteve à frente do Armazém da Estrela, empreendimento comércio-cultural de Jorge Murad, tocado com patrocínio da Vale. O espaço situado na Rua da Estrela, no centro histórico de São Luís, também servia de vitrine para a produção do Instituto Geia, organização não-governamental sem fins lucrativos fundada pelo marido da governadora no ano 2000 (Veja maiores detalhes nas páginas especiais do imirante.com).

     Em sua gestão na Secretaria de Estado de Turismo Kátia Lima foi responsável pela implantação do Plano de Desernvolvimento Turístico Integrado do Maranhão, batizado de Plano Maior, uma peça contratda pelo governo do Maranhão a um renomado técnico do governo espanhol. O plano previa investimentos de R$ 200 milhões apenas na implantação de infraestrutura nos cinco polos turísticos do estado. Nesse divisão, Barreirinhas se enquadrava no Polo Lençois.  

      Em abril do ano passado, em seu primeiro pronunciamento após tomar posse por determinação do TSE, Roseana Sarney prometeu retomar o Plano Maior. No lugar de Kátia Lima,porém, a peemedebista preferiu entregar a função desse resgate (argh)  ao ex-prefeito de São Luís, o ex-pedetista Tadeu Palácio.
    
     A "retomada" se iniciaria pela conclusão do aeroporto internacional de Barreirinhas, segundo a governadora entregue de mão beijada aos piauienses pelo seu sucessor no Palácio dos Leões, Jackson Lago.
   
     Não é preciso ser economista de mão cheia para saber qiue o fluxo de turista que se dirige para Barreirinhas desembarca em São Luís, aonde com frequência permanece somente uma dia, após aterrisar no aeroporto Cunha Machado.

      A proposta da criação de um consórico, unindo Piauí, Ceará e Maranhão, foi repudiada de pronto pelo próprio ex-pedetista Palácio. Por traz dessa ojeriza a dar o braço aos vizinhos estão questões políticas menores.

      Ocorre que o consórcio, avalizado pela então ministra Marta Suplicy, requereu ao presidente Lula através do ministério dos Transporte a pavimentação da BR-4002.  A pavimentação da Rota das Emoções, ligando Lençois a Jeriquaquara, no Ceará, passando pelo Delta do Parnaíba, irá confirmar que o governador José Reinaldo Tavares  não construiu pontes  para cunhar no concreto a expressão "ligando nada a lugar nenhum". Elas estão na rota que unirá destinos turísticos destacáveis no mundo inteiro dos três estados nordestinos.

       Como secretária de Turismo, é mais que provável que nos planos de Kátia Lima esteja a reativação de uma parceria com o Instituto Geia. Nada surpreendente então, se no futuro próximo Barreirinhas se tornar o segundo endereço do Festival Geia de Literatura. Glamour a cidade tem para dar e vender, caro. Resta somente o sobrinho do presidente do Senado, José Sarney(PMDB-AP) e primo da goveradora do Estado, o prefeito e suplente de deputado federal Albérico Filho, procurar Bulcão. Do orçamento anual de R$ 41 milhões,  a Secretaria de Estado da Cultura deve ter algum trocado ainda depois da farra do carnaval.



2 comentários:

Anônimo disse...

essa bandidagem só tem vez, aquio no brasil especialmente aqui no maranhão. o grupo sarney faz todo tipo de crime, e ninguem se atreve a puni-los.as autoridades do brasil inteiro morre de medo do clã sarney, inclusive o presidente analfabeto. um exemplo disso é o que estamos vendo nos telejornais. estão linxando o governador de brasilia, a mídia não fala em outra coisa...enquanto isso nada se fala da operação boi barrica, que investiga fernando sarney- filho de josé sarney- por uma lista enorme de crimes. está tudo abafado a mídia televisiva não fala um til a respeito. estão se borrando de medo de serem sensuradas. isso é uma vergonha.

Anônimo disse...

Tenho vergonha de morar em uma capitania hereditária!

Postar um comentário

Comente aqui!!!