21 de dez de 2010

Petistas antes refratários a Roseana Sarney buscam vaga no governo na cota do PT de Washington

    Uma banda do PT maranhense, antes rebelde, está se amofinando com a possibilidade de compor o governo da coalizão PMDB, PT e uma cambada de legendas de expressão miúda que reelegeu Roseana Sarney (PMDB) para o quarto mandato.
    Os antes alicerces da candidatura de Flávio Dino (PCdoB) ao governo do estado estariam agora dispostos a superar as divergências históricas a partir da abertura de um canal de diálogo com o vice da filha do senador José Sarney, Washington Luiz.
    A meta seria a manutenção da Secretaria de Estado da Educação, que escapuliu das mãos do petista Anselmo Raposo enredado por ene denúncias de corrupção. A coisa foi tão feia que fez corar a branca. Contam que em uma reunião fechada Roseana teria ralhado Raposo com expressões nada gentis. "Seu caso, rapaz, é de polícia", teria advertido a esposa do economista Jorge Murad. Para o cargo estaria sendo incensado o professor doutor em educação Roberto Gurgel. Nesse sentido seus dotes passaram a ser niquelados pelos petistas que até então queriam ver Roseana longe dos Leões.
    O professor petista Nonato Chocolate, ex-integrante da Secretaria de Igualdade Racial do governo Jackson Lago (2007-2009), seria uma dos acólitos da cintilante ideia da composição extemporânea com o PMDB no Maranhão. Ex-candidato a deputado estadual derrotado, Chocolate chegou a disputar sem êxito o Diretório Municipal pelo Processo de Eleição Direta em São Luís. Fracassou mais essa tentativa do alinhado a José Eduardo Cardoso (futuro ministro da Justiça)  da tendência “Mensagem ao Partido".
    Na dúvida, os neo-alinhados ao sarneysmo apostam também na Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social. O olho dos petistas ficou mais adiposo após tomarem conhecimento do rol de cargos comissionados no bojo da mensagem do Executivo. Nele consta um certo assessor especial do vice-governador. Há candidatos fortes à vaga. Ex-assessoria do Incra que atende por Berenice seria a mais cotada. Mas isso não é motivo dos companheiros arrefecerem a luta por uma boquinha no poder.

3 comentários:

Anônimo disse...

Bóis,
O articulador-mor dessa aproximação com Washington/Roseana é Robert Lobato, ex-tesoureiro do PT, que denunciou os próprios companheiros do partido no esquema do mensalão, em 2005.
Ed Wilson

Berenice disse...

Meu caro Bois, eu não vou entrar no mérito das disputas políticas (pelo menos, por enquanto). Mas esclareço: atendo por este nome, eu me chamo Berenice e fui convidada pelo companheiro Washington para compor sua equipe na Vice Governadoria. Convite aceito com muita honra. Eu não sou Assessora do Incra e sim do MDA com muito orgulho, órgão no qual trabalhei 6 anos na Secretaria de Desenvolvimento Territorial, na Coordenação de Desenvolvimento Humano e mais recente, na Assessoria de Gestão Estratégica.

César Soares disse...

Você misturou alhos com bugalhos. Está desinformado e não checou com as fontes. Resultado: PÉSSIMO JORNALISMO!

Postar um comentário

Comente aqui!!!