13 de mai de 2011

13 de maio a nação nagô, não faz festa não‏

Sílvio Bembem
    Hoje é dia 13 de maio, data que fora assinada a lei áurea no ano de 1888, abolindo a escravidão no Brasil, portanto, são 123 anos de liberdade formal e as desigualdades raciais continuam.
    Segundo os dados do Relatório Anual das Desigualdades Raciais no Brasil 2009-2010, lançado no dia 21 de abril, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Desigualdade racial se agrava no país (veja matéria abaixo). Cabe informar que em 2008, a Secretaria da Igualdade Racial do Maranhão criada na gestão do ex-governador Jackson Lago, lançou na II feira do livro da prefeitura de São Luís, a versão do Relatório de 2007-2008.
    E para homenagear os nossos guerreiros da luta contra o racismo Sílvia Cantanhede, Escrete, Magno Cruz e Ivan Costa (in memoriam), trago um trecho da poesia cantada pelos nossos poetas Paulinho do Akomabu e Tadeu de Obatalá:
“Treze de maio a nação nagô
Não faz festa não
Não faz festa não
Quem protesta o dia diz que o libertou, o marginalizou jogou a outra escravidão
Eu não vou festejar redentora que a história diz por aí ...
Redentora pra mim foi Luiza Mahin, Pedro Ivo, Negro Cosmo e o grande Zumbi...
Recusa nação nagô falso herói que a história que te dar....”
Axé povo negro! Axé quilombolas!
Sílvio Bembem é ex-secretário adjunto de Igualdade racial do Estado do Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!