16 de mai de 2011

As inéditas revelações do censo

João Ewerton Neto
Divulgados os dados do último censo realizado em 2010, pouca coisa chegou à maioria da população brasileira. Corrigindo essa falha eis alguns resultados, um tanto quanto inéditos:
1. Brasília é a capital que tem menos mendigos nas ruas. Em compensação é a que tem mais milionário pedindo dinheiro.
2. Cada vez se lê menos literatura no Brasil. No último censo a leitura preferida do brasileiro, no Sul do país era o catálogo telefônico e no Nordeste o classificado de empregos. Devido aos engarrafamentos a leitura preferida dos brasileiros, em todos os estados, passou a ser a de out-doors .
3. O censo constatou que o crescimento do número de marginais no Rio de Janeiro aumentou tanto que o Cristo Redentor , está levantando os braços, um grau e meio a cada década que passa.
4. O fluxo migratório – do Brasil para o exterior – retrocedeu na presente década. Atualmente, há muito maior volume de brasileiros que retornam ao Brasil, sendo que noventa e cinco por cento deles são jogadores de futebol em fim de carreira.
5. A profissão que mais cresce, no Brasil depende do lugar de origem. No Maranhão é a de guardador de carros, na Bahia é a de cordeiro de trio elétrico, no Ceará é a de cantor de forró, no Rio de Janeiro a de atiradores de bala perdida e em São Paulo a de ex-Big-Brothers.
6. A religião católica continua perdendo muitos adeptos para outras religiões como a espírita, mas a perda maior foi para as religiões flamenguista e corintiana. A flamenguista, como todos sabem tem por Deus Ronaldinho Gaúcho ou Vanderlei Luxemburgo, e a corintiana Ronaldo, o fenômeno.
7. Ao contrário do que se poderia pensar, a capital brasileira que tem mais buracos de rua deixou de ser São Luis. A cidade maranhense, que durante décadas foi a primeira nessa modalidade hoje só é campeã – absoluta - em ruas dentro de buracos.
8. São Paulo não tem tanto japonês como se imaginava! Detectou-se que a quantidade de gente com olho miúdo não tem nada a ver com a genética, mas sim com a evolução. É que todo paulista acaba ficando parecido com japonês de tanto espiar pelo buraco da fechadura ou pelo olho mágico, para ver a cara do assaltante.
9. O Censo comprovou, como alguns suspeitavam, que existem três espécies em extinção no Brasil: Árvores, índios e leitores.
10. A diferença de altura entre homens e mulheres está diminuindo em Alagoas (terra do aquilo roxo). Tem muito cabra da peste que deixou de usar salto alto porque caiu de moda.
11. A corrente migratória Nordeste x Sul está cada vez mais equilibrada, o que fez a população nordestina aumentar, proporcionalmente. Décadas atrás de cada três peões que o Nordeste mandava para São Paulo nenhum voltava. Hoje, para cada peão que o Nordeste exporta, em troca recebe dois marginais .
12. O ensino à distancia, graças aos esforços do Governo Federal, se tornou a principal fonte de aprendizado nacional Tanto é assim que a maior parte das profissionais do sexo aprende sem sair de casa, assistindo novelas e o BBBrasil.
13. O Ceará, embora continue sendo o Estado do país com maior concentração de cabeça-chata, agora é o primeiro, também, em mente-chata. É que, ao contrário de antigamente quando o cearense tinha a cabeça-chata porque quando nascia a mãe batia com a mão em sua cabeça dizendo “meu filho quando crescer vai para São Paulo” agora ela diz “ meu filho quando crescer vai ser cantor de forró”
João Ewerton Neto é escritor imortal da Academia Maranhense de Letras

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!