10 de mai de 2011

Professores da UFMA param nesta quarta-feira

     Insatisfeitos diante das políticas de desmonte do serviço público, os docentes da Universidade Federal do Maranhão, UFMA,  paralisarão nesta quarta-feira,11, as atividades  em defesa do ensino publico de qualidade e contra precarização do trabalho docente.
    Os docentes criticam, entre outras medidas editadas pelo governo federal, a que cria a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares S.A. – EBSERH, transformando os Hospitais Universitários em empresas privadas; o Projeto de Lei que cria a Avaliação de Desempenho com o propósito de demitir servidores a partir de duas avaliações negativas seguidas; – O PL que praticamente congela os salários dos servidores públicos federais até o ano 2019; e o que cria as fundações estatais de direito privado incentivando as PPP – Parceria Público-Privado, transferindo boa parte dos serviços, especialmente de saúde e educação, mas também de outras áreas, para o mercado capitalista. Ou seja, privatização.
    As criticas também fazem referências ao corte de R$ 50 bilhões no orçamento de 2011, sendo R$ 1 bilhão das Universidades Federais; o cancelamento de concursos públicos e suspensão das nomeações dos aprovados em concursos já realizados; e a a proposta do governo de desfederalização dos colégios de aplicação(COLUN).
    A APRUMA - Seção Sindical do Andes - Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior está convocando os professores para atividades na UFMA e ato público, que reunirá outras categorias, a partir das 16h, na Praça Deodoro, no centro de São Luís.
Da Assessoria da Apruma

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!