15 de jun de 2011

No claudiohumberto.com.br

“Não podemos fazer WikiLeaks da História do Brasil”
JOSÉ SARNEY SOBRE O “SIGILO ETERNO” PARA DOCUMENTOS QUE PODEM CONSTRANGER O PAÍS

RAINHA DA SUCATA
A Infraero vai torrar R$ 2,8 milhões para montar o segundo puxadinho no aeroporto internacional de Brasília. Uma vergonha. No Maranhão, o Ministério Público pediu à Justiça Federal um basta aos
puxadinhos.
SUSSURROS
Se José Sarney, contrário a abrir documentos da conquista territorial, fosse presidente do Senado da Rússia, o Muro de Berlim teria caído à toa, em 1989. Dez anos depois, o mundo acessou os arquivos da URSS e descobriu atrocidades de Stálin, inclusive na 2ª Guerra.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!