20 de jun de 2011

Prefeitura de São Luís vai desativar Aterro da Ribeira após gastar R$ 5 mi em obras sem licitação

    Depois de ter gasto R$ 5 milhões em obras complementares a Prefeitura de São Luís "Providencia a remedfiação e encerramento" das atividads do Aterro da Ribeira. Uma audiência pública agendada para o dia 6 de julho, às 9 horas, no Hotel Sesc, no bairro do Olho D Água, vai selar o destino do polêmico aterro, próximo ao aeroporto (ex internacional) do Tirirical.
    Sem licitação a Prefeitura de São Luís contratou a empresa URCD Ilha Grande Comércio e Serviços e Construção LTDA, grupo ao qual pertence a Limpel, com sede em São José de Ribamar, para realizar as obras no aterro em 2011. No ano anterior, primeiro de seu mandato como prefeito, o tucano João Castelo pensou em ampliar o aterro ao custo de R$ 15 milhões.
    Duas empresas atuam na limpeza urbana em São Luís: Limpfort e Limpel, a primeira de João Pessoa (PB) e a segunda de Maceió (AL).Tanto a limpeza urbana, inclusive a varrição manual, quanto o manejo dos resíduos do município de São Luís serão serviços contratados no modelo de parceria público-privada. O prazo dos novos contratos será de vinte anos.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!