19 de jul de 2011

Ex-genro de Roseana é zero à esquerda na Assembleia Legislativa

   Turista acidental na Assembleia Legislativa e ex-genro da governadora Roseana Sarney (PMDB), o incidental deputado estadual Carlos Filho (PV),35 anos, entrou mudo e saiu calado na primeira sessão da 17ª Legislatura encerrada no dia 14 de julho. Integrante do bloco governista em consequência de sua ausência em plenário, o pai dos dois netos da filha do Senador José Sarney (PMDB-AP) nunca ocupou a tribuna durante a Legislatura iniciada em 1º de fevereiro.
    Nesse primeiro período foram realizadas 81 sessões ordinárias. Carlos Filho participou de menos de 20% delas. Esse desempenho pífio não deve deixar nódua "na trajetória política desse deputado de fibra. Que não vê limites em seus projetos para trazer qualidade de vida e dignidade em seu ímpeto de trabalho", conforme perfil traçado biográfico por ele mesmo para o site da Assembleia. Nem assim frustará seus 36.854 eleitores que renovaram seu mandato em 2010 pela terceira vez. É tudo mesma farinha.
    Competindo com o veterano Carlos Filho, o estreante Dr. Pádua (PP) deixou a estaca zero ocupando uma única vez a tribuna para no tempo dos blocos falar de seus nobres propósitos como parlamentar da base governista.
    Falaram pouco também os veteranos Carmilo Figueiredo (PDT) e Tatá Milhomem (DEM), cada um com dois discursos apenas. Das duas vezes em que se pronunciou na tribuna, Figueiredo uma delas foi na eleição da Mesa diretora, na abertura dos trabalhos. Milhomem se projetou nos inúmeros apartes.
    As estreantes Francisca Primo (PT) e Vianey Bringel (PMDB), eleitas com apoio dos maridões nos comandos das prefeituras de Buriticupu e Santa Inês, respectivamente, economizaram palavras tanto no plenário como na tribuna.
Ranking da Tribuna:
Carlos Filho (PV) -Nenhum discurso
Dr. Pádua (PP) - 1 discurso
Camilo Figueiredo (PDT) - 2 discursos
Hemetério Weba (PV) - 2 discursos
Tatá Milhomem (DEM) - 2 discursos
Francisca Primo (PT) - 3 discursos
Carlinhos Florêncio (PHS)- 4 discursos
Fábio Braga (PMDB) - 4 discursos
Vianey Bringel (PMDB) - 5 discursos