8 de jul de 2010

Quebradeiras de coco do Maranhão inspiram espetáculo em Brasília

    A vida das mulheres quebradeiras de coco do Maranhão é o mote do espetáculo "Miole de Pote em Cantigas e Versos", em cartaz a partir do dia 11 de agosto no Tearo Sesi, de Taguatingua, em Brasília, com a cantora Lília Diniz, que tem ainda participação de Lúcia Maranhão.  
     O espetáculo  é resultado das apresentações feitas ao longo de cinco anos por Lília Diniz em cafés, faculdades e escolas. Durante a apresentação será gravado um DVD, em resposta às pessoas que tem cobrado da artista algo além do livro "Miolo de Pote da Cacimba de Beber".
     Além da exposição fotográfica e um vídeo documentário do maranhense Alexandre Almeida, que retrata o dia a dia das mulheres quebradeiras de coco do Maranhão, o clima do espetáculo é de festança no terreiro. Tem poesia, repentista, cirandeiros, música e um cheiro de coisa do interior do Brasil. A produção ainda aguarda a confirmação da presença de Chico de Assis e João Santana, Mambembricantes, Ruiter Lima e Gilson Alencar como convidados.

Louvação
Lília Diniz

Bem que vi fogo pagou
com labacéu medonho
nas capoeiras
o canto da juriti
e o balanço das palmeiras

Se ninguém ouviu eu quero
com esses versos rasteiros
bendizer as quebradeiras

Louvo Marias banguelas
desdentadas e sem medo

Louvo Raimunda do brejo
cacimbada de desejo
Louvo Rita desmilinguida
cantadeira de encanto
Luzia, Preta, Conceição
Querubinas, Margaridas
benzedeiras de mau olhado
vento virado, algoro e quebranto

Lavadeiras de rios e cacimbas
dos poços e dos brejinhos
Encantadeiras de dores
parteiras de alegrias
Carpideiras orquestrando
o labacéu dos passarinhos

Empresto meu canto ainda
que de taquara rachada
pra fazer a louvação
junto com a passarada

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!