24 de fev de 2011

Maranhão perdeu mais de mil vagas de empregos formais em janeiro de 2011

    O Maranhão teve saldo negativo na geração de empregos formais no primeiro mês deste ano. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgados nesta quinta-feira o estado perdeu 1.064 vagas. Em relação aos outros estados do Nordeste o estado ficou em quarto lugar entre o com maior número de demissões.
    A região Nordeste foi a única do país a apresentar uma variação negativa na geração de vagas celetistas em janeiro, apurou o Caged. O declínio, no entanto, foi pequeno: -611 postos, o que sugere estabilidade no emprego. Refluxos sazonais relacionados ao complexo sucroalcooleiro foram os principais responsáveis pelo resultado na região.
    No acumulado dos últimos 12 meses a região obteve saldo de 457.108 empregos, um aumento de 8,61% com relação ao mesmo período do ano passado. A região ficou em segundo lugar em saldo de empregos superando inclusive a região Sul.
    Em janeiro, as maiores reduções ocorreram nos estados de Pernambuco (-5.957 postos ou -0,51%), Rio Grande do Norte (-2.243 postos ou -0,57%), Paraíba (-1.112 postos ou -0,34%),  Maranhão (-1.060 postos ou -0,26%) e  Ceará (-956), devido principalmente à influência de fatores sazonais relacionados ao complexo agroindustrial.
    Os setores que mais se destacaram foram os de Serviços (+2.852), da agropecuária (+1.801 postos), da Indústria de Transformação (+995) e da Construção Civil (+820).
Com informações do Ministério do Trabalho e Emprego

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!