21 de fev de 2011

Os segredos da Turma do Quinto


Porta bandeira e mestre sala da Turma do Quinto
 Wesley Péricles (*)
    Em recente artigo, procurei analisar e trazer a público os motivos que levaram a Favela do Samba a se tornar a grande campeã do carnaval maranhense, a partir da década de 1990. Acabava ali a hegemonia das duas grandes escolas que dominavam o carnaval até então. No caso, a Flor do Samba e a Turma do Quinto. Ao elencar as virtudes da Favela, uma indagação surgiu em nosso horizonte: o que teria acontecido com aquelas agremiações? Que situações aconteceram para que entrassem em processo de franca decadência, chegando inclusive a não participarem de vários desfiles consecutivos. Tentarei responder a este questionamento, em parte, pois não detenho informações aprofundadas a respeito da Escola do Desterro.
    Em compensação, conheço, e bem, a escola da Madre Deus. Nasci no bairro e carrego o “DNA quintista”, integrando uma família tradicional dentro da escola. Nela, cheguei a ocupar alguns cargos em diretorias passadas. Portanto, falo com conhecimento de causa sobre os motivos que levaram a Turma do Quinto ao ocaso dos últimos anos.
    A Escola paga preço alto até hoje pela política implementada em meados dos anos 1990, que excluiu o Quinto dos concursos, fazendo-o desfilar em ridícula proposta de arrastão, ou seja, nada de alegorias, fantasias, passistas ou algo que lembrasse uma escola de samba, e sim um bloco de sujos e bêbados na avenida. Tais arrastões, além de prejudicarem os desfiles da Escola, acabaram contribuindo para que a agremiação perdesse torcedores por toda a cidade. Pior: os perdeu principalmente dentro da própria comunidade. Será que os gênios criadores dessa aberração estética não perceberam que tentar transformar uma escola vitoriosa em bloco de sujo, seria prejudicial não somente para o Quinto, mas também para toda a Madre Deus? Ou será que havia interesses escusos por trás desta transformação? O fechamento da sede da escola também contribuiu de forma intensa para aumentar os problemas da Escola. Aquela que não movimenta a sua sede acaba perdendo sua essência. É na quadra que os diversos segmentos que a compõe se encontram se confraternizam e conversam. Enfim, mantém a agremiação viva.
    Lamentavelmente, a Turma do Quinto passa também por uma crise de identidade. Os enredos irreverentes e criativos que sempre marcaram sua trajetória foram substituídos por enredos, diríamos, tradicionais que nunca foram à linha da escola. Quem teve o prazer de conhecer enredos como Alcântaratlântida, Quintostituinte e Ali babão e o Sete Ladrão não pode se conformar com Difusora, Caixinha de segredos e outras bobagens que foram apresentadas nos últimos anos.
    Não houve no Quinto renovação de quadros. Dirigentes que comandaram a escola no apogeu seguiram seus caminhos e a deixaram de lado; outros, que poderiam facilmente assumir suas responsabilidades, preferem usar os seus inocentes epígonos para fugirem dos seus deveres. A Turma do Quinto sofre de um perigoso complexo de superioridade que, infelizmente, parece ser também de toda a Madre Deus. Enquanto a concorrente se abre para o mundo, o Quinto se fecha em copas, com decisões esdrúxulas, como acabar com seu concurso de samba enredo, ou, pior, fazer concurso somente entre compositores “madredivinos”, como se fôssemos os escolhidos por Deus para sermos os maiores compositores da terra de João do Vale.
    Por fim, e não menos importante, ocorre dentro da Escola uma tremenda indisciplina. A guerra de egos ali existente só atrapalha o desenvolvimento do Quinto. Fazer uma autocrítica é indispensável. Por que não chamar todos os segmentos da comunidade para dentro da escola, sem ressentimentos? Lembremos que carnavalescos vaidosos vem e vão e que somente a comunidade unida poderá salvar o Quinto. Caso isso não aconteça, fatalmente sucumbiremos. Sinceramente, queremos ver a Turma do Quinto transformada numa Portela maranhense, vivendo apenas do passado grandioso?
    Avante TQ! Os teus verdadeiros guerreiros continuam vivos.
 (*) Graduado em História, professor da rede pública estadual e municipal, pesquisador e estudioso do carnaval maranhense e do Brasil

6 comentários:

Nonato disse...

Professor Wesley Péricles Costa de Almeida, duas coisa me arrepiaram do começo ao fim deste artigo:
1º - O fato de conhecer a tua origem e saber o quanto teu povo, de sangue, família, é envolvido com a escola. Desde o percussionista, e segundo passista, de um bloco composto por ele e Helói, Tio Pele - tio de coração, já que de sangue a vida não quis – à Tia Joana que tem simpatia nata em conseguir passistas para sua ala na Turma do Quinto e o quanto esta é perseverante em manter mesma;
2º - Poucos anos nos separam em idade e juntos crescemos batendo latas de leite forradas com sacos plásticos, imitando uma ritinta, para tentar acompanhar aqueles belos sambas das décadas que antecederam a decadência.
Um filho, coisa que nascemos sem pedir, aprende a amar incondicionalmente. Da mesma forma que se aprendeu a virar a boca pra tudo que pudesse vir do Sacavém pra cá.
Hoje você faz parte da linhagem de compositores da Favela, em outros tempos poderíamos compará-lo a um muçulmano fazendo letras para o Bar Mitzvá de alguma criança judia. Mas nesta época onde o ego em nossa amada Turma Quinto quer mais é que a cidade peque fogo, resta a nós viver de lembranças e esperanças. Esta segunda descompassada nas batidas de quem um dia foi uma sublime mãe, senhora que aceitava a beleza pura e simples, seja ela natural do bairro ou “contrária”, de outras nações.
Tenho orgulho de ser um filho da Madre Deus. Encho os olhos de lágrimas ao ver o quanto aprendi naquelas terras e de como aquele solo emerge criatividade.
Maravilhoso artigo. Parabéns a você e ao Blog do Henrique Bois, que já sou leitor assíduo há algum tempo.
Quem sabe um dia desceremos novamente da Vila pra cidade, mostrando a quem quer a Madre Divina esmolambada, que sabemos sambar de verdade.

PS: peço autorização para publicar o artigo em meu blog!

Anônimo disse...

ESSE WESLEY AI É UM FRUSTRADO.
O SONHO DELE É MANDAR NA TURMA DO QUINTO.
ENGRAÇADO! JÁ QUE ELE TEM A FÓRMULA PERFEITA PARA A TURMA DO QUINTO. PORQUE QUANDO ELE FOI DIRETOR DE CARNAVAL NÃO RESOLVEU O PROBLEMA??? AGORA QUE O SAMBA DELE GANHOU NA FAVELA O PENSAMENTO DELE MUDOU MUITO. QUEM É QUINTO É QUINTO E PONTO FINAL. VOÇE WESLEY TAMBEM FOI UM INCOMPETENTE QUE PASSOU PELA TURMA DO QUINTO, AGORA A ESCOLA NÃO PRECISA DE VOÇE. EM RELAÇÃO AOS CONCURSOS DE SAMBA ENREDO VOÇE LEMBRA QUE ANO PASSADO VOVÔ DA FAVELA GANHOU O CONCURSO? NUNCA ESQUEÇA SUAS RAIZES

Anônimo disse...

aprenda a competir, e não criticar a suas raízes...
O quinto vai provar na passarela, que esse artigo está totalmente errado. Espero que seu coração não bata mais forte quando o quinto passar, pois você não é mais da família...boa sorte

Anônimo disse...

Parabens prof Weslley por não fazer parte dos deslumbrados com viagens internacionais.Pelo que eu lembre na sua epoca de diretor de carnaval ainda amargamos o terceiro lugar,quem sabe se na epoca tivessemos pego pelo menos metade do dinheiro que entrou na escola esse ano nao teriamos conquistado o primeiro lugar não é mesmo?sim porque com a grana que entrou esse ano ainda descer pro quarto lugar é brincadeira.

Anônimo disse...

Dizer que vovô da favela ganhou concurso é demais.Gente toda Madre Deus sabe que na verdade quem ganhou o concurso do ano passado foi o nome do parceiro de vovô na letra do samba,sim pq foi só nosso ilustre deputado(na epoca ainda não era)aparecer pra bancar e fazer torcida montaram de ultima hora uma comissão julgadora(tinha jurado que estava em casa dormindo e teve que acordar pra fazer graça pro chefe) pra dar a vitoria a esse samba.Gente apaixonados SIM,loucos NÃO.ACORDA MADRE DEUS

Maria Goreth Costa-Tia,admiradora,fã e eterna apaixonada disse...

Weslley seu coração tem todo direito de bater mais forte quando a Turma do Quinto passar sim,pois és filho da Madre Deus e faz parte dessa familia.Não é por causa de um samba vencedor em outra escola(lembrando que tirou 3 notas 10)que vc vai deixar de fazer parte da nossa familia Madredivina.Não se cale vc é e sempre será um VENCEDOR.

Postar um comentário

Comente aqui!!!