18 de abr de 2011

Beijar-Flor de Nilópolis quer R$ 8 milhões para enredo "São Luís, 400 anos de amor"


Foto: Secom    Laíla e a governadora: Topam tudo por dinheiro
        A Secretaria de Estado Comunicação, Secom, tem repugnância por cifras quando alusivas ao erário. Confirmando a regra  a notícia sobre a reunião entre a governadora e representantes da escola de samba Beija-Flor, do Rio, sobre o enredo "São Luís, 400 anos de amor” não faz referência a patrocínio. A proposta da escola carioca para levar o enredo-encomendado para o Sambódromo é de R$ 8 milhões. Foi a governadora do estado quem propõs o tema do enredo.
    Na conversa entre o diretor da escola, Luís Fernando do Carmo, o Laíla, e a governadora Roseana Sarney, no Palácio dos Leões, as cifras foram postas na mesa.  No entanto, por orientação dos secretários Sérgio Macedo (Comunicação), Tadeu Palácio (Turismo) e Luís Bulcão (Cultura) optou-se por meias-verdades.
    Para dourar a pílula chamaram para testemunhar o contrato os carnavalescos  maranhenses Chico Coimbra, Miguel Veiga, e os artistas funcionários ou parceiros financeiros da Secretaria de Estado da Cultura, Secma.
    “Tenho certeza que será um grande presente para todos nós mostrar São Luís pelo lado poético e musical que a Beija-Flor se reveste”, disse Bulcão.
    Durante as visitas eles serão acompanhados por membros da comissão, formada pelo pesquisador Sebastião Duarte, teatrólogo Aldo Leite, carnavalescos Miguel Veiga e Chico Coimbra, produtor cultural José Pereira Godão, cantores Roberto Brandão, Sergio Habibe, Mano Borges, Betto Pereira e pelo coordenador do Grupo Gdam, Cláudio Adão, todos conhecedores de um aspecto diferencial da cultura maranhense.
     Aos contribuintes maranhenses o modelo de gestão do "melhor governo da minha vida Roseana Sarney" com transparência zero pode acabar tornando-se aos poucos consuetudinário.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!