11 de mai de 2011

Na coluna do Ilimar Franco

BATALHA ADIADA
O governador Sérgio Cabral (RJ) entrou em campo para derrubar a sessão do Congresso prevista para hoje. Nela, seria votado pedido de urgência para apreciar o veto à redistribuição dos royalties do petróleo. A mudança prejudica o maior estado produtor: o Rio. Após Cabral falar, por telefone, com o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), os senadores Francisco Dornelles (PP) e Lindberg Farias (PT) colheram assinaturas dos líderes, na Câmara e no Senado, para adiar a sessão.

NA CRISTA DA ONDA
Integrante do grupo político do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), o ministro Pedro Novais (Turismo) não se conteve ontem, na Marcha dos Prefeitos, ao avistar o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. Aos gritos, ele se dirigiu ao prefeito: “Kassab, guarda um lugar pra mim no PSD!”. Kassab, aliás, deixou o encontro abraçado e aos cochichos com o ministro Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), também do PMDB.
De O Globo,



1 comentários:

Anônimo disse...

Cabral só pensa em fazer o melhor. Acredito em suas decisões! Estamos Juntos!

Postar um comentário

Comente aqui!!!