11 de mai de 2011

Políticos do Brasil:Em Tuntum (MA) vereador em quarto mandato é preso suspeito de integrar quadrilha

    O vereador Orleans Moreira Cruz (PMDB), 62, do município de Tuntum (MA) foi preso na terça-feira, 10, sob suspeita de ter sido o mandante de um ataque contra a casa do juiz do município, Pedro Holanda Pascoal. A casa do juiz foi atingida por tiros no dia, 8 de abril, por volta de 1h da madrugada. No momento do atentado, a casa estava vazia.
    Orleans Moreira Cruz está no quarto mandato consecutivo como vereador no município. Peemedebista histórico disputou as eleições em outubro de 2008 pela coligação "A Vitória é do povo", reunindo PC do B, PSDB, PDT e PV. O vereador disputou com candidatos do porte de Pretão, Paca, Delmiro da Sucan, Riba do Soro, Dedé do Demi, Marcos do Carlito, Arteniza do Alan, Zé do Feliciano e outros. Dezenove candidatos disputaram as vagas na Câmara Municipal de Tuntum formada por13 vereadores
    O vereador maranhense é réu em dois processos acusado de ter mandado matar dois agricultores. Suspeito também de participação e uma quadrilha de roubo a bancos.
    Ex-presidente da Mesa Diretora da Câmara, Orleans possui apenas o ensino fundamental. Nas eleições municipais que renovou o mandato declarou à Justiça Eleitoral possuir patrimônio estimado em R$ 1,4 milhão.
    Nas eleições de 2004, Orleans disputou vaga entre 44 candidatos. Declarou como ocupação ter sido Senador e deputado. Em 2000, Orleans Cruz foi eleito com 7,96% dos votos válidos de Tuntum, correspondendo a 1.314 votos. Em 1996, conquistou o mandato com redondoz 900 votos, pouco mais de 6% do eleitorado tuntumense.
    No momento em que o vereador de Tuntum foi preso estavam ausentes da cidade o presidente da Câmara, Jaidran Brito, e os vereadores Magno Melo, Leda Bílio, Marcus Cunha e José do Feliciano.  Eles se deslocaram para Brasília para participar da XIV Marcha dos Prefeitos.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!