5 de jul de 2011

Prefeito de Icatu diz que diretor do TRE cavou reportagem sobre hospital em estádio de futebol

    O prefeito de Icatu, Juarez Lima, pedetista que afirmou ter uma garruncha em casa nos período da barricada jackista, deu nome aos bois no caso do hospital municipal abrigado em um estádio de futebol. Segundo Lima foi o diretor geral do TRE, Gustavo Adriano, pretenso candidato a sucedê-lo na prefeitura, quem urdiu a pauta para a afiliada da Rede Globo no Maranhão. A matéria fez parte de bloco de notícia do Jornal Nacional.
    Para Juarez Lima, não há digitais da governadora Roseana Sarney (PMDB), nem do irmão, Fernando Sarney, na reportagem que o expôs negativamente em rede nacional. Velho camarada da imprensa local, Lima reclama que não foi procurado pelo repórter de rede da Globo que detonou sua gestão na opinião pública do país. Como consequência da repercussão da reportagem o hospital foi fechado. Juarez Lima disse que vai comunicar ao ministro da Saúde a responsabilidade do Estado do Maranhão pela morte de uma criança na semana passada.
    A construção de uma hospital no munícípio é fruto de parceria com o governo do estado. Lima culpa a lentidão no repasse dos recursos pelo atraso no cronograma das obras. Por falta de dinheiro a consrtrução foi paralisada.
    O prefeito que está em segundo mandato, apesar de filiado ao PDT, partido de oposição ao governo Roseana Sarney, continua correligionário do deputado federal Sarney Filho (PV). Gustavo Adriano tem a pré-candidatura inflada pelos opositores de Juarez Lima em Icatu.

1 comentários:

Anônimo disse...

Esse Gutavo Campos utiliza até as dependências do TRE para fazer armações e politicagens. Juarez não é nenhum santo, mas este é igualzinho a ele.

Postar um comentário

Comente aqui!!!