16 de abr de 2010

Desconto de IPI para materiais de contrução é prorrogado até 31 de dezembro

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou ontem (15) a prorrogação do desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos materiais de construção, que se encerraria em junho, até 31 de dezembro. Até lá, a alíquota de produtos como argamassa, concreto, cimento, impermeabilizantes, revestimentos de cerâmicas, segue zerada. Ferragens, aditivos para concretos, por exemplo, continuarão com alíquota reduzida a 5%.


"É o único setor que está recebendo este incentivo", disse o ministro, em entrevista no Rio de Janeiro. "É um setor que contribui muito para os investimentos: 40%, 50% dos investimentos vêm desse setor", acrescentou.

Mantega ressaltou que o governo não voltará a conceder o benefício aos fabricantes de automóveis e eletrodomésticos. Desde 1º de abril de 2009, quando instituiu a redução, esta é a terceira vez que o desconto no IPI para materiais de construção é prorrogado. Cerca de 30 produtos tiveram a alíquota reduzida, com o objetivo de estimular o consumo no setor em meio à crise econômica internacional.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!