15 de set de 2010

Celebridade morta é o que mais vende capa de revista, explica consultor de mídia

Izabela Vasconcelos*
     Ricos, jovens, famosos, cinema e celebridades mortas. Esses são os assuntos que mais levantam as vendas de revistas, de acordo com a Innovation Media Consulting. Segundo John Wilpers, consultor da empresa, as editoras estão sempre atentas a esses temas.
     “Rico é melhor que pobre; jovem é melhor que velho; cinema é melhor que televisão; televisão e cinema são melhores que a música. Nada é pior que política; nada é melhor do que celebridade morta”, listou Wilpers ao citar a análise feita pela consultoria sobre os interesses dos leitores. Mesmo com a receita em mãos, o consultor explicou que as revistas devem estar atentas a outro ponto importante. “A regra é a inovação”, disse o consultor, que participou do IV Fórum ANER, em São Paulo.
     Apesar de confirmado que a morte é um tema que chama a atenção dos leitores, o editor do jornal australiano Glenn Innes Examiner foi demitido na última semana por declarar frase parecida. O jornalista escreveu em seu perfil no Facebook que "Não há nada melhor que uma morte para aumentar a circulação". O editor comentava a morte de um policial da cidade.
Do Comunique-se

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!