25 de mar de 2011

Um tributo a Nelson Brito


    Nasceu Nelson Brito em 17 de março de 1953 em São Luís do Maranhão com a missão de viver para sempre. Nesta sexta-feira, 25, o Laborarte fará Tributo a Nelson Brito, membro fundador do laboratório de artes em meados da década de 70. Arte e vida se confundiram na história de Nelson Brito como um exercício de paixão. A cultura popular norteava seus dias e suas noites.
    Desde cedo foi pego pelas mãos para ingressar no teatro, com letra maiúscula, com sugestivo nome de TEMA (Teatro Experimental do Maranhão). Foi seu batismo de fogo. Por lá aprendeu toda a carpintaria do teatro. Manipulou bonecos, iluminou personagens e toda sorte de engrenagens que a arte da interpretação exige na busca incessante do sentido da vida.

Claudio Silva, Nelson Brito e Rosa Reis em João Paneiro(1988)
   No Laborarte, fundado em 1972, o artista se desvencilhou das caixas cênicas clássicas, contagiou-se pelo espírito coletivo e ganhou as ruas. A convergência de expressões artísticas no endereço da Rua Jansen Muller dilapidou o artista para o mundo. Tudo ao mesmo tempo, na arte. Eis o lema daquele grupo de onde emergiu boa parte da geração de artistas das duas décadas seguintes na cena cultura da São Luís, que carregava o rótulo de Ilha Rebelde.

Laborarte no Teatro Itapicuraíba, no Anjo da Guarda
    O teatro estava no epicentro desta cena, amalgamado à música, às artes plásticas e uma paleta de cores artísticas vivazes, tonificada pelo espírito da juventude e rebeldia. Foi nesse tom que se organizaram na cidade entidades que congregavam a gente da cena teatral maranhense. Surgiram então o Movimento Teatral do Maranhão e entidades de classe como a Federação de Teatro Amador do Maranhão, da qual foi dirigente por duas gestões (em 1984-85 e 1989 -90). E , a partir do fortalecimento desta, sua transferência para a Confenata, entidade nacional.
    À frente do Laborarte no ano de 1979, Nelson Brito abriu as portas e janelas do casarão azulejado de azul da Jansen Müller para a renovação do elenco. Afinado com a ideia de tomar o popular como matriz essencial da cultura, atraiu expressões até então distanciadas do lugar. Dona Teté e o cacuriá, Mestre Felipe e o tambor de crioula, a capoeira se integraram aos poucos de maneira a identificar o grupo com viés mais popular.
    Era impossível mantê-lo fora do turbilhão cultural. Seu compromisso integral com a cultura o impulsionava a percorrer outros espaços, trocar impressões sobre arte, incentivar estreantes, enfim vivenciar sua paixão pela arte.
    Presente desde o primeiro momento na Fundação Municipal de Cultura, órgão da prefeitura de São Luís, em 2001 Nelson Brito foi convidado para dirigi-la. Chegou inovando no seminário Chegança, fazendo um diagnóstico do que havia e do ideal almejado. Tinha convicção de que o ideal era plausível e palpável.
    Assim foi quando se sentou em um almoço com o maestro Arthur Moreira Lima para discutir sobre a grade de programação do Festival Internacional de Música de São Luís. Radical quando necessário não abriu mão da participação do popular mais visceral. Defendeu até as últimas conseqüências a pluralidade das atrações. Venceu e viu que estava correto: foi o evento mais importante ocorrido na cidade no início deste século. Não são poucos os que assim afirmam.
    O imortal Américo Azevedo, homem sensível à cultura popular, observou em uma crônica o papel que Nelson Brito exerceu naquele evento musical intercontinental. Afinal da aldeia Guajajara à África, com conexão nos EUA, Europa e outros continentes, tudo aqui esteve presente. O de mais grandioso: de livre acesso a todos.
    “Não vi em nenhum momento Nelson Brito esbaforido ou enfezado com algum contratempo”, registro o acadêmico da AML, Américo Azevedo. Sintetizava dessa forma o artista eternamente faminto pela arte. Pode até parecer exagero, mas Nelson Brito foi, é e será um dos artistas mais importantes de São Luís dos últimos anos.

3 comentários:

Anônimo disse...

I’ve been into blogging for quite some time and this is definitely a great post.Cheers!

online pharmacy

Anônimo disse...

Just want to say what a great blog you got here!

online pharmacy

Anônimo disse...

Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I have really enjoyed browsing your blog posts. In any case I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!

generic nolvadex

Postar um comentário

Comente aqui!!!