23 de abr de 2011

Após 4 meses no poder, 11 governadores têm mandato contestado

    Em quase quatro meses do início do atual mandato, 11 dos 27 governadores são acusados de condutas como abuso de poder político e econômico, uso indevido de meios de comunicação e compra de votos.
    Se considerados culpados pela Justiça Eleitoral, esses chefes do Executivo terão de deixar os cargos e ainda correm o risco de ficarem inelegíveis, por causa da Lei da Ficha Limpa.
    O levantamento foi feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). As informações são do jornal 'O Estado de S.Paulo'.
    Os governadores com mandato contestado são Antonio Anastasia (MG-PSDB), Tião Viana (AC-PT), Roseana Sarney (MA-PMDB), José de Anchieta Junior (RR-PSDB), Wilson Martins (PI-PSB), Siqueira Campos (TO-PSDB), Rosalba Ciarlini (RN-DEM), Omar Aziz (AM-PMN), Cid Gomes (CE-PSB), Teotônio Vilela (AL-PSDB), e Silval Barbosa (MG-PMDB).
    Todos os 11 governadores, por meio de seus advogados, dizem nos processos que são inocentes, que não cometeram ilícitos eleitorais e que estão sendo perseguidos pelos adversários derrotados nas eleições.
Do Jornal do Brasil

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!