23 de mai de 2011

MPF investiga Lobão por adiar cobrança bilionária da Vale

Há pouco mais de um mês, a procuradora da República em Brasília Luciana Loureiro Oliveira decidiu ampliar as investigações entre um suposto auxílio de Edison Lobão à Vale. Ela converteu em inquérito uma apuração preliminar para saber se Lobão teria cometido ato de improbidade administrativa ao ter adiado, por ora, que o Departamento Nacional de Política Mineral cobrasse uma dívida estimada em quase 4 bilhões de reais. O dinheiro referia-se a royalties pela exploração de minério de ferro e, caso não fosse pago, o DNPM ameaçava cassar os direitos de mineração da Vale.
(Atualização às 20h47: a assessoria de imprensa de Lobão contactou a coluna para informar que o 'ministro não tomou qualquer decisão sobre o assunto nem sequer teve ingerência sobre os atos do DNPM, os quais, disse, são autônomos)
Por Lauro Jardim do Radar-online de Veja

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!