23 de mai de 2011

Políticos do Brasil: Deputado baiano defende recuperação para homossexuais e assistência aos cornos


Deputado Pastor Sargento Isidório
     Ex- feirante, cobrador de ônibus e sargento da Polícia Militar, o deputado estadual Manoel Isidório Santana Júnior,48, ganhou projeção ao levar um botijão de gás de isopor para a Assembleia Legislativa da Bahia. “Eu estou fora das drogas há oito anos, mas tenho um irmão que está destruído pelo crack”, conta, garante o deputado Pastor Sargento Isidório (PSB) comparou a primeira-dama da Bahia, Fátima Mendonça, a Madre Tereza de Calcutá e Irmã Dulce.
    Em um discurso na tribuna Isidório narrou a sua experiência no exame de próstata. Afirmou ter visto “estrelas”. Chegou a defender a implantação de um serviço de “recuperação” para homossexuais “arrependidos” na rede médica estadual.
    Está no terceiro mandato. No primeiro mandato, em 2002, foi eleito pelo PT. Não se separa da Bíblia. À frente da Fundação Dr. Jesus desenvolve um trabalho de “recuperação de dependentes químicos para os mais de 1.170 internos em tratamento”.
    "Eu não sou representante de intelectuais, não sou representante de cultura. Sou um homem forjado no terreno. Fui pra polícia, tenho 29 anos de sargento fazendo movimentos contra as injustiças sociais e contra a opressão. Eu sempre briguei pelos direitos das minorias sociais e chegando a deputado, uma luta minha é para tratar os usuários de drogas porque eu fui também um dependente químico. Lamentavelmente eu me envolvi com as drogas o que me enturmou mais tarde como homossexual", conta.
    Pai de sete filhos, propõe um serviço voluntário de apoio aos homossexuais que queiram discutir. "As pessoas podem errar, ou estar numa posição e achar que está certo e depois se arrepender", diagnostica.
    Foi chamado de protetor dos cornos por apresentar um projeto de apoio psicológio aos traídos."Não é só ao marido vítima de infidelidade conjugal, é assistência psicológica às vítimas porque quem sofre com isso é a criança, são os filhos, porque na hora em que um pai comete uma violência com a esposa, é uma loucura", teoriza.
Com informações do Política Hoje

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!