1 de mar de 2011

Greve dos educadores começa com passeata e ato

    Uma caminhada da praça Deodoro rumo ao Palácio dos Leões marca o início da greve dos educadores públicos do Maranhão. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) marcou para às 8h30 desta terça-feira,1º, a concentração dos grevistas em frente à Biblioteca Pública Benedito Leite, dali sairão pelas ruas do Centro até a sede do Poder Executivo. No caminho, explicarão à população os motivos do movimento paredista que foi definido semana passada em 18 assembleias regionais da entidade.
    Após dois anos de discussão Sinproesemma e governo chegaram a uma proposta de consenso sobre o Estatuto do Educador, mas agora o governo estadual quer aprovar e aplicar o Estatuto somente a partir de 2012, e de forma escalonada até 2015. Isso empacou as negociações, pois o sindicato quer a imediata aplicação e para isso no fim do ano tentou junto à Assembleia Legislativa a inclusão de recursos no Orçamento 2011. Apoiou duas emendas, mas a base governativa rejeitou a proposição.
    Logo após a aprovação de greve pelos educadores, o governo reuniu com os dirigentes do Sinproesemma e apresentou uma nova proposta. Dessa vez, o governo oferece 10%, a partir de 1º de outubro deste ano (2011), além do envio da proposta do Estatuto do Educador à Assembléia Legislativa.
     Os diretores do SINPROESEMMA, no entanto, propuseram a recomposição salarial como parte da implantação da tabela a partir de 1º de março. Além disso, a direção quer o contingenciamento de recursos de outras áreas para contemplar as necessidades da Educação. “Defendemos que o governo retire recursos do pagamento da dívida do Estado que, segundo o Secretário Chefe da Casa Civil, atualmente chega a 14% do Orçamento Estadual”, destacou o presidente do Sindicato, Júlio Pinheiro.
    A aprovação e aplicação do Estatuto do Educador, incluindo professores, especialistas e funcionários de escola, é um dos 22 itens da pauta de reivindicações entregue ainda no mês de janeiro aos secretários Olga Simão (Educação) e Luiz Fernando (Casa Civil).
Da Assessoria do Simproessema

2 comentários:

Anônimo disse...

gOVERNADORA"qUE eDUCAÇÃO DE QUALIDADE A SENHORA QUER MOSTRAR?PARECE QUE OS PROFESSORES SÃO ANALFABETOS COM ESSE SEU DISCURSOS BARATO,mas a categoria acordou e não volta a dormir ,por isso os nossos direitos(professores )serão respeitados porque as Leis estão aí para ampará-los,lembre-se que um dia você passu por um ,para concluir os seus estudos,valorize-os,é Lei.

Anônimo disse...

Governadora Roseana Sarney,na propaganda da televisão ,diz que os alunos estão bem servidos com bons Professores,escolas boas,mas a realidade é totalmente diferente,pois os professores estão sendo humilhados com suas habilitações,por exemplo um Professor habilitado em Matemática,a Senhora Jacira Moreira-Coordenadora do Mapeaento da Seeduc,o mapeou para trabalhar com Língua Inglesa,é im verdadeiro absurdo,ainda dizem que é uma Educação de Qualidade ,com o slogan "De volta ao trabalho"isso é uma molecagem ,e falta de respeito com os profissionais da educação,eu até dou o desconto,porque a dona Jacira não sabe o que é enfrentar uma sala de aula ,principalmente com disciplina ,a qual ela não conhece,isso é que é competência desses técnicos que não conhecem a realidade dos profissionais,e outra coisa professores nomeados para o Ensino Médio,foram mapeados para o Ensino Fundamental com outras disciplinas.Verdadeira competência,hein!

Postar um comentário

Comente aqui!!!