26 de fev de 2011

Maranhão vai implantar programa de reinserção de resgatados em trabalho escravo

    O Maranhão será o próximo estado brasileiro a implantar o programa que foi criado e executado de forma pioneira em Mato Grosso para reinserção no mercado de pessoas resgatadas de condições degradantes de trabalho. O programa deve ser levados para outras regiões.
    O estado foi escolhido porque teve o maior número de resgates de trabalho escravo entre os anos de 2005 e 2010, com 3.920 pessoas, conforme dados divulgados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Mato Grosso ficou em oitavo lugar na lista, com 888 resgates. Em todo o país, foram mais de 17 mil no período.
    O projeto Resgatando a Cidadania, da Coordenadoria Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo (Conaete) do MPT, foi idealizado a partir de trabalho semelhante que acontece em Mato Grosso desde 2008 e que já retirou dessas condições 345 pessoas.
    O objetivo do MPT é fazer com que o governo federal adote o projeto como política pública. A implantação do Resgatando a Cidadania será no dia 19 de abril no Maranhão.
Com informações da Conaete

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!!!