26 de fev de 2011

Nota de esclarecimento do presidente do Incra sobre Operação Donatários

Em relação à investigação da Polícia Federal (PF) e Controladoria-Geral da União (CGU), com o objetivo de apurar possíveis irregularidades nas ações de servidores da Superintendência Regional do Incra no Maranhão, a direção nacional do Instituto informa que:
1) Por decisão do presidente do Incra, Rolf Hackbart, a partir de hoje, o superintendente regional do Incra no Maranhão, o ouvidor agrário estadual e o chefe da Divisão de Desenvolvimento de Assentamentos no estado estão exonerados de suas funções. A decisão visa garantir uma apuração isenta, transparente e célere dos indícios de irregularidade apresentados pela investigação da PF e da CGU. Para ocupar interinamente a chefia do Incra no Maranhão, será nomeado o servidor de carreira Luiz Alfredo Soares da Fonseca, que assumirá o posto na próxima segunda-feira (28/02), em São Luís;
2) O presidente do Incra determinou ainda o deslocamento de uma equipe de Auditoria Interna para o Maranhão, também na segunda-feira (28/02), com o objetivo de dar continuidade aos trabalhos de apuração que já estavam em andamento na autarquia;
3) Em novembro de 2010, a Auditoria Interna do Incra expediu um relatório preliminar com o levantamento sobre pagamento de crédito aos assentados. Em decorrência dessa apuração, os servidores envolvidos na aplicação dos créditos foram notificados a entregar a prestação de contas da concessão dos recursos, além de outras medidas de controle interno administrativo para reduzir os riscos na aplicação dos créditos;
4) Outra medida adotada pelo Incra foi a inscrição, em situação de inadimplência, de 43 entidades conveniadas com a Superintendência Regional no Maranhão junto ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) do Governo Federal;
5) Por fim, a direção nacional do Incra reafirma o dever de apurar todos os indícios de irregularidades nas ações de servidores da autarquia e se coloca ao lado dos órgãos de controle pela defesa do patrimônio público e transparência da gestão.

2 comentários:

Anônimo disse...

NO ASSENTAMENTO P/A LAGO AZUL MUNICIPIO DE BURITICUPU-MA OS ASSENTADOS QUE DENUNCIARAM DE GRANDE INRREGULARIDADE NO ASSENTAMENTO FORAM EXPULSOS DE SUAS TERRAS PELO INCRA DO MARANHÃO COLONOS FORAM MORTOS OUTROS BALIADOS MUITAS FAMILIAS HOJE ESTÃO EM OUTOS ESTADOS SOFRENDO TODO TIPO DE DISCRIMINAÇÃO TRABALHARAM NA TERRA POR MAS DE (22)ANOS TEMOS PROVA DE TUDO O ESQUEMA DO INCRA
NA GRILAGEM É MOSTRUOSO OS PODEROSOS DA GRILAGEM AGEM COM TODO APOIO OS PEQUENOS SÃO EXPULSO E MIGRAM PARA AS GRANDES CIDADES DEIXANDO TUDO PARA TRAIS AINDA SOFRENDO AMEAÇAS DE MORTE POR PARTE DOS PODEROSOS ESSE CASO DA LAGO AZUL ESTA SENDO ACOMPANHADO PELA OUVIDORIA AGRARIA NACIONAL MPF E DPU DO MARANHÃO MAS ATÉR O MOMENTO NINQUEM FOI PUNIDO OS LOTES ESTÃO NAS MÃO DOS GRILEIROS MUITOS JÁ SÃO BEM RECONHECIDO DA JUSTIÇA FEDERAL POR GRILAGEM DE TERRAS DA UNIÃO NA REGIÃO OUTROS SÃO POLITICOS DA REGIÃO ATÉ INTEGRANTE DO CRIME ORGANISADO SE BENEFISSIOU DOS LOTES PARA PRATICA DE CRIMES NA REGIÃO COMO FOI PROVADO PELA POLICIA FEDERAL E CIVIL E TUDO BOTADO POR BAIXO DO TAPETE POR ESSES SERVIDORES EXCLUIDOS DO INCRA DO MARANHÃO
ESPERAMOS JUSTIÇA POR PARTE DO NOVO SUPERITENDENTE DO INCRA DO MARANHÃO QUE É UMA PESSOA DE BEM QUE NÓS CONHECEMOS ESPERAMOS QUE ELE REAVEJA NOSSA SITUAÇÃO QUE É GRAVE TEMOS TODAS AS PROVAS EM MÃO PARA QUEM ENTERESSAR SAMOS TRABALHADERES RURAIS NÃO BANDIDOS COMO TENTARAM NOS INCRIMINAR SABEMOS DE MUITA COISA DESSE ASSENTAMENTO E ESTAMOS A DISPOSIÇÃO DA JUSTIÇA.

Anônimo disse...

Romildo Thamazine agora domina maiorias dos lotes na lago azul-povoado vila real Brasil
Domingo lago azul já vendeu grandes arias de lotes para outro empresario da região Adalho Francisco e familiares todos madereiros da região estão de posse de grande quadra de lotes no assentamento nunca foram colonos sempre foram madereiros estão no assentamento apoiado pelos corrupto do incra o tecnico do incra Raimundo Felix conhecido por Natinho é o autor de regularisar todos esses grileiros no assentamento p/a lago azul povoado vila real Brasil municipio de Buriticupu-ma esse tecnico agiu com apoio do superitendente e do ouvidor Ruy do incra do maranhão esseas autoridades do incra do maranhão madaram esse técnico Raimundo Felix natinho invadir o pvoado e casa do assentamento com policiais militares fortimente armados e tomaram todo prátrimonio da intidade do assentamento e passou para os grileiros fasendeiros empresarios madereioros e politico da região de Buriticupu e outros estados temos todas as provas em docmentos e as pessosa que foram vitimas do despejo totalmente inlegal po parte do incra e seus servidores cumplice dos crimes de grilagem no assentamento estamosdesde do final do ano de (2006)uma solução por parte do incra do maranhão agora com a nova direção do incra esperamos uma solução por parte do mesmos samos trabalhadores rurais não bandidos assim como tentaram nos incriminar o incra precisa de uma varredura mito bem feita para melhorá alguma coisa nos assentamentos do maranhão.

Postar um comentário

Comente aqui!!!